VOCÊ ESTÁ OUVINDO

Programa Catalão em Ação

Com: Divino Rodrigues
Horário: 12:00 - 13:30
AS MAIS + DA LASER
  • 1
    Marília Mendonça

    Marília Mendonça

    Amante não tem lar
  • 2
    Anitta

    Anitta

    Paradinha
  • 3
    Gusttavo Lima

    Gusttavo Lima

    Abre o Portão que eu Cheguei
  • 4
    Marcos e Belutti

    Marcos e Belutti

    Eu era
  • 5
    Máida e Marcelo

    Máida e Marcelo

    Pra mim Continua
  • 6
    Racyne e Rafael

    Racyne e Rafael

    Cabaré
PUBLICIDADES
ESTATÍSTICAS
    Usuários Online:  4
 

Notícias » Goiás

10 de Setembro de 2017
Foragido por tráfico internacional de drogas é preso em Pirenópolis
Na época em que foi feita uma ação na tentativa de prende-lo, agentes explodiram o portão de uma casa errada. Homem usava documento falso.
Clique para ampliar

m homem de 36 anos que estava foragido da Polícia Federal suspeito de tráfico internacional de drogas foi preso no sábado (9) em Pirenópolis. Ele usava documentos falsos para não ser identificado e preso. Em novembro de 2016 durante a Operação Cavalo Doido, a polícia explodiu por engano o portão de uma casa atrás dele.

A prisão foi feita pela Polícia Militar. Quando os agentes o abordaram, ele apresentou uma Carteira Nacional de Habilitação com um nome falso. Ao identificarem o nome verdadeiro, viram que havia o mandado de prisão contra ele por tráfico internacional de drogas. Ainda segundo a PM, ele também tinha mudado a aparência física para evitar ser reconhecido.

Ele era procurado desde novembro de 2016, quando a Polícia Federal fez uma operação para prender um grupo suspeito de tráfico internacional de drogas.

Segundo as investigações, a quadrilha comprava drogas no Paraguai para revender em Goiás, Pará, Distrito Federal e Mato Grosso do Sul. A suspeita é que o grupo tenha movimentado R$ 1 bilhão. Ao todo, 27 pessoas foram presas no dia da ação.

Na época, o Ministério Público Federal informou que um dos líderes do grupo, Washington Fabiano Rodrigues Dorado, tinha ajuda da esposa, do irmão, da cunhada e até mesmo da mãe para nas ações criminosos, sendo que cada um tinha uma função específica dentro do grupo.

Durante Operação Cavalo Doido, Polícia Federal invadiu casa errada (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

 

Explosão por engano

 

No dia, policiais federais explodiram o portão da casa errada, em Anápolis, enquanto buscavam um dos alvos dos mandados. Os policiais fortemente armados estavam em busca de um dos homens apontados como líderes da quadrilha. O vídeo mostra quando os agentes entraram no quintal e seguiram em direção ao quarto (assista acima).

A dona de residência, a pensionista Cleibe Honorato, que mora no local com duas filhas, sendo que uma delas é deficiente, contou que os policiais entraram em todos os cômodos em busca de pistas sobre o suspeito, mas não encontraram nada. Além do portão danificado, os policiais ainda quebraram janelas.

Cleibe contou que, após a invasão, os policiais a chamaram, pediram seus documentos pessoais e pediram desculpas, pois disseram que tinham cometido um erro. “Foi um engano que quase custou a minha vida e das minhas duas filhas”, contou ela, aos prantos.

Em nota enviada à TV Anhanguera, a Polícia Federal destacou que "o endereço constava no mandado de busca e de prisão para pessoa de alta periculosidade e de grande importância do grupo investigado. O que deu ensejo a uma ação enérgica por parte do grupo tático".

A corporação explicou ainda que após o engano, consertou o portão e fez outros reparos na casa invadida.

 

(Fonte: G1/Globo.com/goias)


+ NOTÍCIAS


Copyright © 2017 - << Rádio Laser FM - Catalão-GO >>