ESTAMOS APRESENTANDO

Flash Back - As Mais Velhinhas da Laser

Com: Rádio Laser FM
Horário: 04:00 - 07:00
AS MAIS + DA LASER
  • 1
    Bruno e Marrone part. Jorge e Mateus

    Bruno e Marrone part. Jorge e Mateus

    Surto de Amor
  • 2
    Gusttavo Lima

    Gusttavo Lima

    Cem mil
  • 3
    Zé Neto e Cristiano

    Zé Neto e Cristiano

    Estado Decadente
  • 4
    Naiara Azevedo

    Naiara Azevedo

    Rapariga Digital
  • 5
    Léo Magalhães

    Léo Magalhães

    Brega com pinga
  • 6
    Higor e Henrique

    Higor e Henrique

    Kit Sofrência
  • 7
    Marília Mendonça

    Marília Mendonça

    Ausência
  • 8
    Maiara e Maraisa

    Maiara e Maraisa

    Coração Infectado
  • 9
    Luan Santana

    Luan Santana

    Mc Lençol e Dj Travesseir
PUBLICIDADES
ESTATÍSTICAS
    Usuários Online:  4
 

Notícias » Eleições 2016

08 de Outubro de 2014
Mais curto, horário eleitoral recomeça na quinta-feira com Dilma
Clique para ampliar

O horário eleitoral gratuito dos candidatos à Presidência retornará às emissoras de rádio e televisão a partir de quinta-feira (9). Foi o que anunciou o presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Dias Toffoli, durante a sessão que oficializou os resultados do primeiro turno das eleições, realizada na noite desta terça-feira (7), em Brasília.

As propagandas da segunda rodada das campanhas eleitorais, segundo uma resolução do TSE, podem ser iniciadas 48h após a proclamação oficial dos resultados do segundo turno ou até 15 dias antes dos eleitores voltarem às urnas. A data é definida pelo órgão a partir de um consenso entre os partidos que se mantêm na disputa.

A petista Dilma Rousseff, candidata a reeleição, e Aécio Neves (PSDB) optaram pelo retorno do horário eleitoral no prazo mínimo. O pedido das coligações partidárias foi aprovado pelos ministros da Justiça Eleitoral, que definiram as regras para essa segunda rodada, que será realizada até o dia 24 de outubro, dois dias antes do segundo turno das eleições.       

A propaganda política será transmitida de segunda-feira a sábado, durando 20 minutos no total, divididos igualitariamente entre os dois candidatos. Nos 13 Estados e no Distrito Federal onde a disputa pelo governo foi para o segundo turno, os dois concorrentes à chefia do Executivo entrarão no ar logo em seguida, também com 10 minutos cada um, para detalhar suas propostas e pedir voto aos eleitores.

O tempo de duração é inferior ao do primeiro turno, que tinha duração de 50 minutos.

As inserções são feitas às 7h e às 12h, no rádio; e às 13h e às 20h30 na televisão. Por ter sido mais votada no primeiro turno da eleição presidencial, Dilma Rousseff iniciará o horário eleitoral do dia 11 e a ordem será alternada a cada programa a partir do segundo dia. Procedimento que se repete nas disputas estaduais.

Direito de resposta

Candidatos que se sentirem vítimas de calúnia e difamação, ofensa à honra ou injúria, ou que considerarem que fatos não verdadeiros foram divulgados pelo outro concorrente, podem solicitar direito de resposta à Justiça Eleitoral. Ele será julgado em até 72 horas.

Se a infração for confirmada, o candidato ofendido se defenderá durante o horário destinado ao partido ou coligação que cometeu a violação. O tempo de resposta será exatamente o mesmo da ofensa, mas nunca inferior a um minuto, e será restrito ao tema apresentado na acusação.

País deixa de arrecadar R$ 839 milhões com horário eleitoral

A estimativa da Receita Federal é de que a União deixe de arrecadar R$ 839,5 milhões em impostos com as inserções veiculadas entre 19 de agosto e 24 de outubro.

A quantia será descontada do total de tributos pagos pelas empresas de rádio e TV de sinal aberto, obrigadas a veicular a publicidade obrigatória. Prevista no Projeto de Lei Orçamentária Anual, a renúncia fiscal é tratada como gasto tributário.

Já o horário eleitoral é elencado como direito à cidadania, ao lado de fundos como o da Criança e do Adolescente e do Idoso que, juntos, receberão, em 2014, R$ 380 milhões em isenções, anistias, subsídios e benefícios tributários e financeiros.

No fim de agosto, uma consulta do Instituto MDA, a pedido da Confederação Nacional do Transporte (CNT), constatou que apenas 11,5% dos entrevistados afirmaram que a propaganda eleitoral tem alguma influência sobre suas decisões.

Já na pesquisa de intenções de voto divulgada em 23 de setembro, o instituto revelou que 34,4% dos entrevistados nunca assistem ao horário eleitoral. Conforme o resultado, 32% assistem ou ouvem a propaganda poucas vezes na semana, 18% alguns dias e 15% todos os dias. (Com Agência Brasil)

 

(Fonte: UOL Notícias)


+ NOTÍCIAS


Copyright © 2019 - << Rádio Laser FM - Catalão-GO>>